fbpx

Cupins

Biologia

São insetos conhecidos por causar prejuízos econômicos, destruindo objetos de madeira e outros materiais com base em celulose. Mas ao mesmo tempo tem sua importância ecológica no equilíbrio do ecossistema. Formam pequenos canais na terra, permitindo a drenagem e aeração dos solos, ajudando na produtividade da superfície. Não são transmissores de patologias, mas causam grandes prejuízos ao invadir residências e empresas, pois podem causar reações alérgicas e respiratórios em pessoas sensíveis.

Além da madeira, se alimentam de papel, roupas, produtos de origem animal, como couro e excrementos. Apesar da celulose ser fonte principal na sua dieta, eles não são capazes de digeri-la e precisam de microrganismos – como fungos, protozoários e bactérias que se alojam no interior do seu intestino – para fazer esse papel.

Existem os soldados, compostos por machos e fêmeas estéreis, porém dotados de pernas e mandíbulas muito fortes, possuem função de proteger o cupinzeiro de inimigos. São agressivos e sempre aparecem em grandes quantidades. Os cupins operários, também é composto por machos e fêmeas estéreis, mas que exercer muitas funções, como cavar túneis, coletar alimento e cuidar das larvas. São a maior parte de indivíduos. E o rei e rainha, cuja função é apenas a reprodução. Ela pode por até 6 mil ovos por dia. E o ciclo de vida desses insetos é incompleto, passando por ovo, ninfa e adulto.

A maioria das castas são cegas e exibem comportamentos característicos que são utilizados na comunicação, como a trofolaxia, ou seja, passam o alimento de boca em boca. Essa troca proporciona uma comunicação através dos feromônios característicos de cada casta. Esses feromônios são fundamentais também na hora de decidirem qual tipo de casta a colônia precisa naquele momento.

Espécies mais comuns

Cupim de madeira seca

(Cryptotermes brevis)

Classe: Insecta; Odem: Blattodea; Subordem: Isoptera; Família: Kalotermitidae

Essa espécie de cupim consegue completar seu ciclo de vida sem a necessidade de qualquer fonte externa de água, se instalam no interior de estruturas de madeira seca, e ainda madeira estrutural de edifícios e mobiliário. Esta espécie de cupim de madeira seca vive dentro de pedaços de madeira onde escava suas galerias por meio da alimentação. Estes insetos se alimentam do próprio ninho onde vivem e sua infestação é percebida pela formação de grânulos fecais sólidos que são expulsos de peças de madeira infestadas. Dessa forma, C. brevis causa grandes danos econômicos em áreas urbanas, infestando peças de mobiliários e estruturas de madeira como batentes, forros, rodapés, portas, janelas e até livros e papéis. Eles precisam evitar a perda de água, já que vivem em baixa umidade, e para isso produzem as bolotas fecais secas, que são expelidas da peça infestada.

Cupim de solo

(Coptotermes gestroi)

Classe: Insecta; Ordem: Blattodea; Subordem: Isoptera; Família: Rhinotermitidae

Os cupins subterrâneos constroem suas colônias preferencialmente no solo, pois dependem da umidade para se desenvolverem. São populações numerosas, podendo chegar a milhões de indivíduos e possuem áreas imensas de forrageamento, uma vez que seus forrageiros podem percorrer distâncias lineares de mais de 100 metros. Eles constroem ninhos separadamente da sua fonte de alimento e os ninhos podem ser subterrâneos ou aéreos. Os aéreos podem ser construídos em poços de ventilação e caixas de eletricidade. Em áreas urbanas podemos encontrar tanto ninhos aéreos como subterrâneos. Seus ninhos são ricos em lignina, dando um aspecto de papelão. Estruturas de madeira e árvores vivas são severamente danificadas por essa espécie em áreas urbanas, resultando em quedas de árvores, provocando acidentes após tempestades

Controle de Cupins

Fale agora com um de nossos Consultores Ambientais e solicite um orçamento!